Press Relations

Business Communication Content

+55 11 5056-9800

Claudio Sá
E-mail
Paulo Florêncio
E-mail

Manserv aumenta a produtividade na substituição de correias transportadoras

Business

Inédito no mercado, dispositivo para substituição de correias transportadoras foi desenvolvido com materiais reaproveitados; o tempo médio para a troca caiu em quase dez horas

A Manserv desenvolveu um dispositivo inovador para um problema constante em indústrias que possuem correias transportadoras em seu parque de equipamentos. Esta manutenção tem como uma das principais atividades a substituição da correia que requer o seu enrolamento. O que ocorria de forma totalmente manual e com difícil manuseio e durava entre 12 e 15 horas. Com a solução da Manserv esse novo processo proporcionou ganhos de produtividade em 75% e facilidades em sua realização, reduzindo o tempo de substituição, que passou a durar em média 3 horas.

“Além da segurança dos trabalhadores e da diminuição do tempo total da atividade, o desenvolvimento da ferramenta permeou outra meta interna, que está atrelada à responsabilidade ambiental. Os materiais usados na confecção do dispositivo partiram de itens já existentes no almoxarifado e materiais que seriam sucateados, como aço, engrenagens, correntes e motores”, explicou o Diretor Geral de Manutenção da Manserv, Carlos Alberto Fernandes.

Segundo Fernandes, além dos componentes, a mão de obra utilizada na confecção também foi interna, assim como o suporte da estrutura e a montagem do dispositivo. “A eficácia do projeto foi aferida após diversos testes para comprovar se o sistema atendia as necessidades previstas no início do projeto”, completou.

Funcionamento e melhorias

O uso de correias transportadoras é essencial para mover materiais a distâncias desejadas conforme processos das indústrias. A manutenção deste equipamento é importante para a continuidade operacional. Até então, o processo era feito de maneira manual, sendo necessária a utilização de dispositivos hidráulicos manuais. O método exigia um grande esforço físico devido ao peso e as grandes dimensões da correia.

Já o novo dispositivo trabalha simultaneamente com a correia que será retirada e a nova que será colocada. Ambas são grampeadas e colocadas no dispositivo. Esse, por sua vez, é acionado de maneira que traciona a correia a ser retirada para ser enrolada nele ao mesmo tempo em que vai colocando a correia nova no local.

Saiba mais sobre nossas soluções em manutenção.